Frontline News

BBC "envergonhada" depois de emitir acidentalmente um parecer médico sobre a vacina contra COVID

Jornalista pede desculpas e encontra professor para fornecer refutação

Yu

Posted by

Yudi Sherman

Yu

Yudi Sherman

Writer and Reporter

Shining a spotlight on media and government disinformation.

View Profile

January 22, 2023

|

06:35 PM

BBC "envergonhada" depois de emitir acidentalmente um parecer médico sobre a vacina contra COVID

Na semana passada, funcionários da BBC ficaram "alarmados e envergonhados" após perceberem que tinham emitido acidentalmente uma opinião médica que desafiava a ciência federal sobre a vacina contra COVID-19. 

A opinião médica veio do Dr. Aseem Malhotra, um proeminente cardiologista baseado em Londres e consultor do Serviço Nacional de Saúde (NHS). O Dr. Malhotra, que ao longo de sua carreira acreditava que as vacinas eram "o Santo Graal da medicina", promoveu as vacinas contra COVID-19 agressivamente até julho de 2022, quando seu pai morreu inesperadamente de uma parada cardíaca súbita. O Dr. Malhotra ficou atônito com a autópsia, que mostrou severos bloqueios em duas das principais artérias de seu pai. 

"Eu conhecia o histórico médico do meu pai de dentro para fora", disse o Dr. Malhotra. "Ele era um dos caras mais aptos que eu conhecia, que mantinha seus 10.000 passos por dia, mesmo durante os lockdowns. Apenas algumas semanas antes estávamos caminhando juntos pelas montanhas.

"Fizemos algumas varreduras cardíacas alguns anos atrás e tudo estava desobstruído, então quando a autópsia mostrou bloqueios severos eu não consegui entender, apesar de ser minha [área de] especialização. 

O cardiologista começou a pesquisar muito as vacinas contra COVID-19 e desde então vem alertando sobre os possíveis efeitos nocivos das vacinas. 

Na semana passada, o Dr. Malhotra apareceu na BBC para dar sua opinião médica sobre a orientação do governo britânico a respeito de uma nova pílula de estatina para baixar o colesterol que seria tomada diariamente para reduzir o risco de eventos cardíacos, que têm aumentado.

Mas o Dr. Malhotra exagerou quando ofereceu sua opinião médica de que a vacina COVID causa risco cardiovascular. 

Uma das razões pelas quais isto está chegando às notícias há pouco, obviamente tem havido uma grande preocupação com o excesso de mortes.  . . . [... desde a pandemia, houve 30.000 mortes em excesso especificamente devido a doenças coronárias, essa é a minha área de especialização.  . . . O que minha própria pesquisa descobriu e isso é algo que provavelmente é um fator que provavelmente contribui para isso, é que as vacinas de mRNA contra COVID trazem de fato riscos cardiovasculares. E eu realmente pedi a suspensão até a realização de uma investigação, porque há muita incerteza no momento sobre o que está causando o excesso de mortes.

A vacina certamente ajudou pessoas de alto risco, mas agora devemos ter certeza de que [o] Omicron que circula não é realmente pior do que a gripe. Este é realmente o momento de interromper o programa de vacinação.

Um estudo revisado por pares do MIT no ano passado mostrou que as vacinas de COVID - não o vírus - estão correlacionadas a um aumento de 25% nos eventos cardíacos. 

Mas isso não impediu os porta-vozes da ciência federal como Snopes, Deadline e The Guardian de dizer que o Dr. Malhotra "alegou fraudulentamente, sem evidências, que algumas vacinas contra o coronavírus poderiam estar por trás do excesso de mortes por doença arterial coronária". (ênfase adicionada) 

A BBC foi duramente criticada online por ter divulgado a opinião baseada em evidências do Dr. Malhotra, inclusive de divulgadores científicos autorizados como o Dr. Neil Stone, um médico de doenças infecciosas que está preocupado que dizer que o vírus é de Wuhan, China, possa ser racista.

Em poucas horas, a BBC encontrou um médico pneumologista e imunologista de mucosas para reafirmar a mensagem do governo sobre os efeitos colaterais da vacina sendo "muito, muito raros" em refutação ao Dr. Malhotra. 

"Eu fiz uma entrevista de resposta rápida no canal de notícias da BBC esta manhã para dizer que os efeitos colaterais da vacina são muito, muito raros em comparação com os riscos evitáveis da COVID-19. A equipe parecia alarmada e envergonhada por ter lhe dado a plataforma [sic]", disse o professor Peter Openshaw, em tuíte.

A BBC também fez uma declaração para amenizar os danos causados pelo segmento: 

"O Dr. Aseem Malhotra foi convidado para o canal de notícias da BBC para falar sobre as últimas recomendações da NICE sobre estatinas. Durante a discussão, ele fez afirmações não solicitadas sobre a vacina de mRNA de Covid. Em seguida, pedimos ao Professor Peter Openshaw, que representa o esmagador consenso científico sobre a vacina, que fosse entrevistado no ar sobre este tópico e ele desafiou e refutou as alegações que haviam sido feitas".

Últimas Notícias

Falta de medicamentos, um novo fantasma sobre a Alemanha

Fev 01, 2023

Pfizer pede à Anvisa ampliação de uso de bivalente em crianças

Fev 01, 2023

Telegram recorre de multa imposta por Moraes

Jan 31, 2023

Deputados da Venezuela denunciam Maduro por exploração de Yanomamis

Jan 30, 2023

Van Hatten volta a propor CPI para apurar abusos de Alexandre de Moraes

Jan 30, 2023

OMS mantém covid-19 com emergência global de saúde

Jan 30, 2023

Daniel Ortega condena família de exilado político a 10 anos de cadeia

Jan 30, 2023

Manifestação: PGR denuncia mais 225 pessoas

Jan 30, 2023

Câmara recebe segundo pedido de impeachment contra Lula

Jan 28, 2023

Moraes remete à PGR pedido de suspensão da posse de 11 deputados

Jan 28, 2023

Mais Recentes

Executivo da Pfizer agride jornalista após exposição
AFLDS News - Logo
  • Frontline News
  • Breaking News
  • Daily Dose
  • Press Releases
  • Radio
Visit AFLDS
PRIVACY POLICY
0:00
0:00
Mais Episódios