Frontline News

Autoridades sanitárias de Israel preocupadas que investigação de vacinas do FDA possa "estressar o público"

"Não há necessidade de minar a confiança em relação à segurança da vacina"

Yu

Posted by

Yudi Sherman

Yu

Yudi Sherman

Writer and Reporter

Shining a spotlight on media and government disinformation.

View Profile

January 23, 2023

|

12:50 PM

Autoridades sanitárias de Israel preocupadas que investigação de vacinas do FDA possa "estressar o público"

As autoridades sanitárias israelenses que lideraram a aplicação mundial de lockdowns e decretos de vacina estão preocupadas que a investigação do FDA sobre acidentes vasculares cerebrais induzidos pela vacina mine a confiança na vacina. 

O FDA e o CDC anunciaram em uma declaração conjunta na sexta-feira que os dados da Vaccine Safety Datalink (VSD) do CDC assinalaram uma "possível" conexão entre a vacina de COVID-19 da Pfizer e os acidentes vasculares cerebrais isquêmicos em pessoas idosas. 

"Após a disponibilidade e uso das vacinas atualizadas (bivalentes) de COVID-19, o Vaccine Safety Datalink (VSD) do CDC, um sistema de vigilância quase em tempo real, cumpriu os critérios estatísticos para estimular investigações adicionais para saber se havia uma preocupação com a insegurança com relação a derrames isquêmicos em pessoas com 65 anos ou mais que receberam a vacina Pfizer-BioNTech COVID-19, Bivalent", disseram as agências.

Os dados sugerem que pessoas com 65 anos ou mais que receberam a vacina da Pfizer têm maior probabilidade de sofrer um derrame isquêmico nos 21 dias seguintes à injeção em comparação com os 22-44 dias seguintes à injeção. 

Enquanto o FDA e o CDC insistiram "que é muito improvável" que haja um "verdadeiro risco clínico", eles também disseram que "é importante compartilhar essa informação com o público". 

Mas o aparato de biossegurança de Israel, conhecido por rotineiramente ocultar dados da COVID-19 do público, reprovou qualquer investigação sobre os eventos adversos da vacina e continuou a promover as injeções.

"Nesta fase não há motivo para preocupação e não há necessidade de baixar a confiança em relação à segurança da vacina que cobre as novas cepas", disse o Diretor da Unidade de Prevenção e Controle de Infecções do Centro Médico Sheba Tel Hashomer, Professor Gili Regev-Yochai. "Aqueles que precisam da vacina devem certamente tomá-la, e eu também serei vacinado nas próximas semanas antes de viajar para o exterior. Por outro lado, aqueles que se recuperaram do corona nos últimos seis meses não precisam ser vacinados novamente porque não há necessidade e ainda estão protegidos". 

O Ministério da Saúde de Israel realizou recentemente um estudo que não encontrou nenhuma conexão entre a vacina e eventos cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais. Entretanto, o ministério admitiu ter estudado apenas aqueles que foram vacinados, todos os quais sofreram derrames ou eventos cardíacos pós-injeção. O ministério recusou-se a liberar o estudo, exceto por solicitação de FOIA.

A professora Galia Rahav, da Unidade de Doenças Infecciosas do Sheba Medical Center, desprezou a ideia de transparência em relação à vacina que, segundo ela, pode "estressar o público". 

"No esforço de ser transparente demais, às vezes surgem relatos que estressam o público. A descoberta do FDA diz respeito a casos de derrame isquêmico 21 dias após a vacina, em comparação com 22 a 44 dias após a vacina. Há pelo menos cinco fontes muito sérias que não encontraram uma conexão", disse Rahav. 

Rahav é a "Lockdown Lady" de Israel, uma assessora do governo e da mídia tradicional para COVID que foi fundamental para a imposição de bloqueios severos aos cidadãos israelenses. No ano passado, Rahav ainda estava pedindo mais lockdowns. 

A chefe do hospital também pressionou fortemente por vacinas e máscaras para crianças. Ela não tem amor pelos não vacinados, a quem ela se refere como "parasitas". 

Rahav, que não recebeu quase nenhuma cobertura da mídia antes da pandemia, ganhou fama ao exigir decretos.

Últimas Notícias

Falta de medicamentos, um novo fantasma sobre a Alemanha

Fev 01, 2023

Pfizer pede à Anvisa ampliação de uso de bivalente em crianças

Fev 01, 2023

Telegram recorre de multa imposta por Moraes

Jan 31, 2023

Deputados da Venezuela denunciam Maduro por exploração de Yanomamis

Jan 30, 2023

Van Hatten volta a propor CPI para apurar abusos de Alexandre de Moraes

Jan 30, 2023

OMS mantém covid-19 com emergência global de saúde

Jan 30, 2023

Daniel Ortega condena família de exilado político a 10 anos de cadeia

Jan 30, 2023

Manifestação: PGR denuncia mais 225 pessoas

Jan 30, 2023

Câmara recebe segundo pedido de impeachment contra Lula

Jan 28, 2023

Moraes remete à PGR pedido de suspensão da posse de 11 deputados

Jan 28, 2023

Mais Recentes

Executivo da Pfizer agride jornalista após exposição
AFLDS News - Logo
  • Frontline News
  • Breaking News
  • Daily Dose
  • Press Releases
  • Radio
Visit AFLDS
PRIVACY POLICY
0:00
0:00
Mais Episódios